Hypercriativo Agência de Marketing Digital

SEO: Aprenda como alcançar o topo do Google em 2020

Neste artigo você vai aprender um pouco mais sobre o que é o SEO, a importância de se fazer a otimização no seu site e dicas de como aumentar as vendas da sua empresa usando o Google.
SEO - Search Engine Optimization
SEO é a forma contraída para Search Engine Optimization ou, traduzindo, otimização de sites para mecanismos de busca. O SEO é todo trabalho de otimização do seu site (estrutura, codificação, imagens e conteúdos) para que os motores de buscas entendam do que se trata o seu site.

Com o SEO, os mecanismos de buscas (Google, Bing, Yahoo) vão começar a ler o seu site, entender do que se trata e assim, passará a dar preferência por suas páginas. Assim, essas páginas ficarão no topo dos resultados para as palavras-chave buscada.

Feita a introdução do que é o SEO, vale ressaltar aqui que o SEO faz com que aumente o tráfego orgânico para o seu site e também aumenta a autoridade tanto do site quanto do domínio. O tráfego orgânico são visitas que chegam até o seu site de forma gratuita, apenas usando o mecanismo de busca.

Na internet existem milhões de sites e se você criar um site sem atenção ao SEO, será apenas mais um site no oceano de sites sem tráfego (visitas).

De que adianta uma loja luxuosa em uma rua sem movimento? É prejuízo na certa!

É preciso tráfego para gerar leads e consequentemente, converter esses leads em compradores. É preciso ter visitas no site para gerar vendas.

Seja sincero e me responda: Você tem problemas com vendas no seu negócio?

Se a resposta for sim, posso lhe afirmar que dois são os problemas que lhe causam falta de vendas: o primeiro é a falta de audiência e o segundo é o seu site.

Se o seu site não está com a otimização em dia, bem provável que a quantidade de visitas seja bem baixa e se o seu site não estiver construído segundo as regras de SEO e com foco em conversão, esses poucos visitantes nem vão dar atenção ao que está no seu site.

Aqui vai uma dica que você deveria imprimir e colar na parede do seu escritório e olhar como um mantra para o sucesso do seu negócio online: a origem de tráfego com maior potencial de fechamento de negócios vêem dos mecanismos de buscas, deste modo, é fundamental seu site estar bem posicionado na página de resultados desses sites.

Nós consideramos os mecanismos de buscas como meio de funil em uma estratégia de inbound marketing, logo, são visitas qualificadas que já sabem o que querem. Ao contrário de visitantes vindos das Redes Sociais.

A escolha está na suas mãos, vai pegar esses visitantes ou vai deixar eles irem para os sites dos seus concorrentes?

Neste artigo você vai aprender tudo que precisa saber sobre SEO e se aplicado, o resultado do posicionamento do seu site vai melhorar, os clientes vão aparecer e o seu fluxo financeiro vai aumentar.

Espero que goste desse artigo e caso haja dúvida, deixe seu comentário no final desta postagem ok?

Ótima leitura!

Antes de começarmos ao estudo do SEO, cabe registrar que a melhor e mais eficiente forma de atrair tráfego para o seu site a longo prazo é através da busca orgânica, ou seja, através do SEO. Se você tiver pressa e precisa de algo a curto prazo, a melhor pedida são os tráfegos pagos do Google ADS e Facebook ADS.

Dito isto, vamos ao conteúdo!

O que é SEO (Search Engine Optimization)?

O que é SEO?

Pense comigo, tudo que precisa saber você recorre a quem? Sem medo de errar eu afirmo: AO GOOGLE.

A maioria esmagadora das pessoas que utilizam a internet iniciam com uma pesquisa em um mecanismo de busca e se pensarmos nisso, não precisa de muito esforço mental para perceber a grande importância de ter o seu site no topo dos resultados dos sites de buscas.

Estar bem posicionado pode ser um fator preponderante para o seu negócio crescer ou ficar estacionado de vez.

Estudos relatam que os 5 primeiros resultados orgânicos na busca do Google recebem 67% de todos os cliques. É muito clique.

Entendeu a importância do SEO?

Mas afinal, o que é o famoso SEO?

Eu digo que o SEO é um conjunto de ações que visa a otimização de um site para que consiga atrair a atenção dos mecanismos de buscas. É a otimização que faz o Google preferir o seu site e o entregar em boas posições nas buscas por determinadas palavras-chave.

Entenda os elementos em uma estratégia de SEO, o qual os chamos de Tríade do SEO, veja:

  • Primeiro Elemento: aquele que faz a otimização de sites (pode ser você ou um profissional);
  • Segundo Elemento: os mecanismos de buscas (vale afirmar que o Google domina o cenário) e por fim e não menos importante;
  • Terceiro Elemento: os usuários que vão aos sites de buscas realizarem pesquisas.

Considerando que você é o primeiro elemento, para que a sua otimização surta bons resultados é preciso sempre pensar na tríade, nos elementos que faltam para fechar o triângulo: os mecanismos de buscas e os usuários que fazem as pesquisas.

Jamais faça uma otimização pensando em um mecanismo de busca, quer seja Google, Bing ou qualquer outro.

A tríade é interligada, você precisa do Google para atrair visitas e o Google precisa do usuário para ele poder funcionar, logo, o elo mais forte dessa conjunção é o usuário.

Ao otimizar seu site, pense sempre com a cabeça do usuário, pense como o usuário vai utilizar o seu site, como ele gostaria de receber o conteúdo que você vai disponibilizar.

O Google sempre vai olhar para o usuário, sempre vai atender as necessidades daqueles grupos de pessoas e assim, quem otimiza o site pensando no usuário com certeza terá um bom ranqueamento.

É simples entender como devemos pensar. Vamos imaginar neste caso que você está criando um artigo sobre brigadeiro gourmet, você deve pensar em todas as dúvidas que seu visitante possa ter sobre o tema, e certamente você estará bem posicionado quando a pesquisa for por “brigadeiro gourmet”.

A nossa batalha é fazer com que o Google inclua nosso conteúdo em sua lista de ótimos conteúdos para que nos entregue em uma boa posição.

Pronto! Agora você já sabe o que é SEO, correto? Então vamos aprender a fazer o SEO?

Você sabe Como o SEO e o Google funcionam?

Existe um ditado popular que levamos muito a sério e acreditamos nisso. Esse ditado é mais ou menos assim: “Se você precisar esconder um corpo, basta deixa-lo na segunda página do Google

Em suma, se o seu site estiver na segunda página é mesma coisa que nada. Lá ninguém vai, ao ponto de podermos esconder um corpo sem ser encontrado.

Para você entender um pouco melhor, coloquei um vídeo do Google feito por Matt Cutts, Engenheiro do Google, que revela um pouco sobre como funciona o mecanismo de busca. O vídeo está em inglês, mas tem legenda em português e vale a pena assistir!

Você conhece os Ranking da Web?

Os ranking foram criados para servirem de meios para avaliar a relevância de um site ou blog.

O Google é extremamente inteligente, o ranking trabalha com cruzamento de critérios que fazem o Google classificar e ranquear uma página e a exibirá onde fizer mais sentido para o usuário. Lembra quando falei para pensar sempre no usuário?

Vejam os principais Rankings:

Ranking da página

Em meados de 1995 na Universidade de Standfor, foi criado uma métrica que foi muito importante para o Google avaliar o grau de importância de um site.

Digo que foi pois nos dias de hoje o Google não utiliza mais o PageRank, mas os principais fatores de ranqueamento do PageRank o Google ainda utiliza: quantidade de links que determinada página recebe, a qualidade desses links e o contexto que eles foram inseridos.

O valor do seu PR será a combinação desses três fatores.

TrustRank

A legitimidade do seu site é avaliada pelo TrustRank.

É através desse ranking que o Google diz se confia ou não no seu site. Se o seu site for de confiança, você terá prioridade no Ranking.

Todavia, esses quesitos de ranking não devem ser levados a sério. Eu particularmente utilizo de parâmetro para que consiga entregar conteúdos e links de qualidades, mas não me preocupo com eles.

Vou explicar o motivo, ok!

Os fatores preponderantes para um bom posicionamento do seu site envolvem parâmetros e critérios outros distintos dos rankings. São esses elementos que você deve utilizar no seu trabalho de SEO, e aí sim, seu site se posicionará melhor.

Essa é a parte romântica do SEO! Se você tiver um site com autoridade menor que o outro, mas com um excelente trabalho de otimização, com certeza seu site com baixa autoridade aparecerá na frente de muitos sites com alta autoridade.

Por isso não me apego aos rankings e sim em ótimos conteúdos e sempre com pensamento no usuário.

De acordo com os Guias do Google, temos três tipos de buscas, você conhece quais são?

A bem da verdade é que para tudo nós usamos o Google, para descobrir um endereço, para aprender algo, para ver uma foto ou um review de produtos, enfim, utilizamos o Google para muitas coisas além das pesquisas de informações.

Como estamos falando em otimização para o Google, devemos saber na ponta da língua os tipos de buscas para que se possa definir a melhor estratégia.

Veja eles:

1. Pesquisa ou busca por navegação

Essa é a busca feita por quem já sabe o site que deseja acessar, mas não lembra a url ou está com preguiça de digitar.

Muitos dos casos, na busca navegacional é digitado a url do site e o Google apresenta as informações, assim, o único trabalho do usuário é clicar no link do resultado.

2. Pesquisa ou busca por informação

Essa modalidade de pesquisa é a forma mais usual e comum de ser utilizada. A busca informacional é quando você realiza uma pesquisa no Google.

Qualquer tipo de informação buscada no Google está dentro desse segmento de busca, a busca por informação.

Nesta modalidade, os usuários habitualmente não sabem para qual página querem ir, ele vai ler os títulos das páginas e as meta descriptions, a que mais lhe agradar receberá o clique.

O Google oferecerá uma vasta quantidade de sites para o usuário escolher e os melhores posicionados serão avaliados pelo próprio Google em relação a sua relevância.

3. Pesquisa ou busca por transações

Na busca por transações ou busca transacional, o usuário utiliza do Google para realizar algumas transações onlines.

Quando falamos em transações não quer dizer que seja com fins comerciais, mas uma das buscas mais efetuadas no Google é relacionada a compras em loja virtual.

Outras ações bastante realizadas neste tipo de buscas são downloads de softwares, pagamento de boletos de contas, downloads de ebooks etc…

Neste caso, o Google leva o usuário até a página exata da palavra pesquisada.

Pense como usuário: entenda a intenção da busca das palavras-chave

Antigamente, o Google só entendia a busca pela palavra-chave exata. Isso mudou!

O Google está cada dia mais inteligente, ele vem compreendendo cada vez mais a intenção da busca e vem entregando cada vez mais resultados qualificados para seus usuários.

Conhecendo os tipos de buscas e da inteligência do Google, a dica que deixo é que você compreenda a finalidade da pesquisa, esse é o segredo do sucesso.

Vale lembrar que o Google é um robô e ele não tem a inteligência e sagacidade de um ser humano, ok?

Faça um teste para você entender o raciocínio do Google, pesquise pela palavra-chave “São Paulo”

Vocês vão perceber que o Google vai mostrar conteúdo sobre o time de futebol, sobre a cidade de São Paulo, sobre o Estado de São Paulo e também sobre o santo São Paulo.

A partir daí, o Google começa a perceber e entender a intenção do usuário após clicar no tema de sua escolha.

O Google descobre a sua intenção por meio do seu comportamento, ele rastreia suas navegações e interações nos sites.

Mas é claro, alguns fatores influenciam na busca, fatores esses como a sua localização, as pesquisas já realizadas no Google por sua conta Google e até mesmo o ID do seu computador pode afetar no resultado.

Imaginemos aqui um usuário que mora em Belém, a sua pesquisa por “São Paulo” provavelmente aparecerá algo sobre a cidade ou Estado de São Paulo. Já um morador da capital de São Paulo deverá aparecer algo relacionado ao time de futebol.

O Google está cada vez mais inteligente. Quer outro exemplo?

Faça uma pesquisa utilizando a palavra-chave “Oliveira”.

Pode notar que diversos resultados serão apresentados, como “quem é oliveira”, “onde fica oliveira” ou “o que é oliveira”.

Esse é um exemplo clássico que sempre citamos, mas é o que mais mostra a intenção de buscas por informações no Google.

Mas, se você mudar o termo de busca como “comprar oliveira”, o Google entende que se trata de uma busca por transação, logo, as páginas apresentadas serão, em suma, de conversão.

Entenderam a inteligência do Google bot?

O que nos faz estudar cada dia mais a intenção de busca é por conta dessas artimanhas do Google. Precisamos tentar entender o espírito das buscas pelos usuários para que possamos ter sucesso nos resultados das buscas.

Agora que você teve contato com o Google bot, vamos entender um pouco mais sobre ele.

Vamos lá?

Google Bot: O que é e como funciona?

Quem nunca ouviu falar dos robôs do Google não é mesmo? Pois então, esses robôs tem um nome, são chamados de Google Bot.

Esses bots trabalham incansavelmente todos os dias do ano em busca de novos conteúdos dos sites para armazenar e atualizar seu diretório.

Com esses conteúdos devidamente apurados, o Google Bot passa a indexar no diretório e a partir daí, os novos conteúdos e atualizações passam a ficar a disposição dos usuários. Por conta disso, o Google Bot também recebe o nome de indexadores ou crawlers.

O Google Bot visita o site e mapeia tudo que há lá dentro. O seu algoritmo consegue detectar os dados e links do site, faz a coleta e organiza de maneira que esses conteúdos possam ser entregues aos usuários.

Não adianta fazer uma otimização para xampu de cachorros sendo que o seu conteúdo entrega xampu de gatos, o Google Bot detecta e classifica como uma página ruim, podendo até ser punida pelo Google.

Entenda Como o Google enxerga um site: aprenda o que ele consegue ler e o que ele não consegue ler

Primeiro, quero que você entenda que posicionar uma página não é uma tarefa muito simples, já que o Google leva em consideração mais de 200 fatores para ajustar o ranqueamento.

Mas, um dos grandes problemas empresas que não tem bom desempenho nos resultados das pesquisas está ligado a construção do site.

Imaginemos aqui uma pagina cheia de figuras, textos com efeitos, isso pode confundir os robôs e fazer com que eles não entendam o seu conteúdo. Isso faz com que o site não seja classificado onde deve ser.

Sempre falo aos meus clientes: Prefiro um site simples e bem arquitetado que traga visitantes e vendas a um site cheio de alegoria que só traz despesas.

Não basta simplesmente ir entupindo a sua página de imagem, você deve preencher as descrições, as tags alternativas, tudo que possa dar um norte ao Google sobre do que se trata aquela imagem.

O seu conteúdo é sobre como comprar carros de leilão e as descrições e tags da imagem falam sobre criação de pitbull, imagina só a lambança no algoritmo do Google Bot?

Qualquer item que for colocado no seu site deve fazer sentido, deve estar devidamente sinalizado ao mecanismo de busca sobre o que é aquilo e do que se trata.

A dica de ouro que deixo nesse momento é que você dê muita prioridade ao conteúdo que é colocado no seu site, vale a pena investir um tempo nisso. Caso haja conteúdo antigo, repense e atualize tudo, você vai perceber o resultado positivo.

Outra dica que dou é não colocar imagem em excesso, além de poluir o visual do seu site ou post, acaba deixando o carregamento da página mais lento.

Evite ao máximo utilizar Flash e Javascript em seu site, os mecanismos de buscas tem muita dificuldade de ler esses elementos.

Se você não quer que o site seja rebaixado pelo algoritmo, invista tempo em conteúdos de qualidade. Sim, eu sei, já falei sobre isso e não pense que sou chato, mas quero que isso fique fixo na sua mente: CONTEÚDO DE QUALIDADE É TUDO!

Conheça o Fluxo do Google: Rastreamento de conteúdo, indexação no diretório e exibição de resultados

Todos aqueles sites que você vê quando faz uma pesquisa no Google seguem as três etapas acima para estarem ali. Alias, o Google utiliza como fluxo o rastreamento de páginas e conteúdos, indexação e a exibição de resultados.

Entenda o que é cada uma das etapas:

  • Rastreamento: lembra quando expliquei acima que o Google Bot visita os sites em busca de novos conteúdos e atualizações? É nessa fase que ele entra. O robô faz uma varredura pela internet em busca de sites e conteúdos para atualizar o armazenamento em seu diretório.
  • Indexação: Quando o robô encontra uma nova página ou conteúdo (pode ser atualização também), o Google identifica e arquiva em seu diretório. Essa ação nós chamamos de indexação. A inteligência dos robôs do Google analisam cada arquivo, texto, imagem, identificando sobre o que se trata aquele tema e guarda no registro de índice nos bancos de dados do Google.
  • Exibição de Resultados: Passadas as duas primeiras etapas (rastreamento e indexação), o conteúdo está pronto para ser exibido nos resultados das buscas do Google. Essas informações são mostradas aos usuários de acordo com algumas variações que também já expliquei, como geolocalização, idioma, dispositivo usado, navegador etc.

Agora você já conhece como é o fluxo de trabalho do Google, então não se desespere caso seu conteúdo ainda não apareça nas pesquisas.

Conheça os 5 Motivos Para Utilizar SEO no Seu Negócio

Com o que você estudou até agora deu pra entender que o SEO é obrigatório na vida do seu negócio? Conseguiu entender que o SEO é obrigatório para ranquear seu conteúdo? E conseguiu perceber o quanto você pode faturar com SEO?

Pra reforçar, vou mostrar alguns benefícios e vantagens que o SEO pode trazer para o seu negócio.

Mas vale ressaltar, esses benefícios são para quem consegue estar nas primeiras posições do Google ok? Não adianta estar após a primeira página e querer ter essas vantagens que não vai conseguir. Portanto, capriche no SEO para ter resultados!

1. SEO aumenta muito o número de visitantes no seu site

Vamos pensar no Google como um amigo que indica nosso serviço para outro amigo, mas para isso acontecer, você precisa ser um bom profissional, certo?

Com o Google não é diferente. Ele indicará seu site aos usuários desde que você tenha um bom site, que seja amigável e responsivo, que tenha conteúdo de alta qualidade e relevância, do contrário, ele não indicará.

Essa indicação são as posições no resultado da busca (conhecida como SERP).

Os primeiros sites que aparecem se enquadram nesses quesitos.

Com essas indicações acontecendo, diversas pessoas vão acessar o seu site e dependendo da sua estratégia, são pessoas que estão em busca do seu produto ou serviço.

As visitas vindas do Google eu digo que são visitas qualificadas, são pessoas realmente interessadas pois buscam pelo que você vende.

São pessoas que podemos dizer que já estão no meio do funil, diferentemente das redes sociais que são topo de funil.

2. Atração de Visitantes e Geração de Leads 

Posso afirmar com certeza e sem medo de errar que a grande parte dos acessos que vão ao seu site são oriundos de algum mecanismo de busca.

Receber uma boa parcela desse tráfego depende do posicionamento do seu site nos buscadores, quanto mais próximo a primeira posição, mais tráfego seu site vai receber e se bem trabalhado, esses visitantes podem se tornarem leads.

Leads são potenciais clientes que visitam o seu site e são promovidos de visitantes para lead após praticar alguma ação no seu site.

A forma mais usual de segurar e tornar esses visitantes em leads são os cadastros, ou páginas de capturas. Você oferece algo de valor em troca das informações como nome e e-mail, por exemplo.

3. O SEO Aumenta as suas vendas, Acredite nisso e seja feliz!

Se você perguntar aos empresários que investiram em SEO se estão felizes e com retorno, a resposta é unânime: SIM! COM CERTEZA!

É matemática, não tem pra onde fugir!

Se o seu site recebe 100 visitas, destas visitas 10 viram leads e desses leads apenas 1 compra, estamos aqui falando de 10% de conversão em cada nível de funil de vendas.

No caso acima, a cada 100 visitantes, você realiza apenas uma venda.

Agora, se você recebe um bom tráfego através da busca orgânica, a chance de vender mais é muito maior, senão vejamos:

Seu site recebe 10.000 visitantes, desses visitantes 1.000 viram leads e desses leads 100 compram o seu produto.

Notem que a taxa de conversão aplicada é a mesma do funil anterior, 10%, porém, o volume de visitantes é bem maior, isso aumenta a quantidade de leads.

É natural que as suas vendas comecem a progredir e todo investimento vai retornar como lucro certo.

4. O SEO se tornou fator determinante na decisão de compra

Cada dia mais o SEO vem se tornando como a principal ferramenta na hora de auxiliar no fechamento das vendas.

Digo isso pois estudos apontam que os brasileiros preferem clicar nos links da busca orgânica a clicar nos links patrocinados. O SEO transmite segurança, se o site está bem posicionado é sinal que ele é bom, esse é o pensamento do brasileiro.

A única forma do seu site aparecer para o seu potencial cliente é estar posicionado ou gastar um bom dinheiro com o Google Ads.

Nada adianta você ter um excelente site e o melhor produto do mundo se o seu site estiver na segunda página do Google. Ninguém vai saber da existência dele!

Além de estar bem posicionado e ter bons produtos, o seu site tem que trazer boa experiência para o usuário, senão, eles vão sair do seu site e procurar outra loja.

5. Uso do SEO como Fortalecimento da reputação da marca

Uma coisa tenho que falar aqui: os sites que estão nas primeiras posições não estão ali por acaso.

Não há jeitinho para estar ali, o algoritmo do Google é bastante inteligente para detectar possíveis trapaças e derrubar o site ou até mesmo excluir dos diretórios.

E não é só o Google que nota a importância dos sites que estão nas primeiras posições, os usuários também sabem do trabalho que é estar nas primeiras posições e sabem que ali não é lugar para qualquer site.

Sendo assim, os usuários passam a olhar com bons olhos os sites que estão bem posicionados e te-los como sites respeitados.

Conclusão

Procurei passar neste artigo uma visão ampla do SEO e a sua importância, mostrar que empresas que abrem mão de fazer a otimização do site estão deixando dinheiro na mesa.

Se engana quem acredita que SEO é um trabalho fácil, é uma ciência que exige estudos diários e os profissionais sempre sofrem com as atualizações constantes que o Google realiza.

Os primeiros resultados com SEO é um pouco demorado para aparecer, mas são constantes e duradouros. Vale muito a pena investir em SEO.

Espero que tenha curtido e caso haja dúvida, deixe um comentário logo abaixo.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

2 comentários em “SEO: Aprenda como alcançar o topo do Google em 2020”

  1. Pingback: SEO: Conheça os 5 benefícios para sua empresa decolar - Agência de Marketing Digital - Hypercriativo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *